segunda-feira , maio 29 2017
Home / Humor / #Medo – The Sims Creepypasta!

#Medo – The Sims Creepypasta!

#Medo - The Sims Creepypasta

The Sims é um jogo de simulador que visa o humor e diversão. Conforme foi se tornando mais famoso cada vez mais pessoas contam histórias sobre ele, algumas não muito divertidas ou alegres. Quem diria que  entre lhamas, coelhinhos, prumos e gnomos pudessem surgir histórias tão assustadoras? Confira!

 

The Sims Canibal

Esta primeira história começa como o relato de um usuário a respeito de um fato ocorrido no dia 29 de junho de 2009, data na qual ele ganhou de seus pais uma cópia usada The Sims 3 comprado em uma loja de penhores, especializada em vender jogos e equipamentos para games. O jogador, um grande fã da franquia da EA mal podia esperar para desfrutar da sua nova aquisição e assim que voltou para casa saiu correndo para o quarto jogar.

Enquanto ele colocava o CD do game em seu computador, notou algo estranho na capa do jogo, nenhum dos Sim estava sorrindo, apenas pareciam que olhavam fixamente sem qualquer expressão para o jogador que segurava a caixa do jogo, mesmo achando aquela situação diferente da habitual, ele a ignorou e partiu para a jogatina.

The Sims Canibal

Além disto, tudo parecia normal, a introdução do jogo rodou com sua música alegre característica e tudo mais. Depois disso o jogador começou a criar o seu personagem, apenas uma pessoa feita exatamente como ele queria, um jovem com suas cinco características normais, exceto por uma que apareceu na lista chamada “Canibal”, algo que definitivamente não é usual da franquia, mas ele só escolheu as que lhe agradavam e começou a jogar.

Ao começar o jogo em si ele comprou sua casa e a mobília e percebeu que seu personagem não se mexia, não respondia aos comandos, não fazia os seus sons característicos e ainda mantinha uma expressão séria no rosto. O avatar do jogador não ficava feliz por nada, só ficava triste ou com raiva, achando tudo isso muito esquisito, o usuário decidiu fazer o seu personagem preparar algo para comer, mas só apareceram opções “carnívoras” incomuns, tais como “Língua de Porco”. Deixando tudo isso de lado, ele fez o seu Sim procurar um emprego, dentre as opções estavam “Açougueiro”, “Teatro” e “Crime”, como o jogo não o deixava escolher as demais opções, ele clicou em “Açougueiro”.

Quando o usuário escolheu esta profissão, um som alto de batida de carro veio do lado de fora da casa do Sim. O usuário acelerou o tempo do jogo e percebeu o que o barulho alto que o assustou vinha da empresa onde o avatar dele estava trabalhando. Ele foi até o local e ouviu muitos gritos e gemidos e para a surpresa do jogador a empresa era uma fábrica prateada e enorme e o uniforme do seu sim estava sujo de sangue.

canibal

Ele tentou trocar a roupa do personagem mas não adiantava, então ele tentou comprar uma nova, mas o jogo só o deixava comprar ganchos de açougue, por curiosidade ele os comprou e a opção que aparecia era “Pendurar Corpos”. Outra coisa estanha nas opções era que, na hora de mudar o material do chão, por exemplo, só aparecia a opção “Poça de sangue”.

Ao tentar fazer amizade com os outros Sim só aparecia a opção “Convidar para casa” e, novamente por curiosidade o jogador a escolheu. Quando a convidada chegou na casa, uma cena começou a rolar, nela, o personagem do jogador batia com força na cabeça da menina com uma marreta e em seguida a arrastou para a cozinha.

O avatar a pendurou no Gancho de Carne, tudo isso com um sorriso maligno nos lábios. Clicando no cadáver da moça aparecia a opção “Tirar a roupa” e ele o fez, após isto o jogo disse que ele tinha que devorá-la e ele aceitou. O game começou a travar, os gráficos passaram a aparecer nos lugares errados e um zumbido alto começou a sair dos alto falantes. Lentamente a tela ficou coberta de pixels (como aqueles que aparecem no momento em que o Sim fica nu) e um som distorcido de piano começou a tocar, então, finalmente o jogo congelou e fechou.

O jogador estava apavorado sem saber o que tinha acontecido, depois disso ele tirou o jogo do PC e o jogou na lareira. Em seguida ele foi na loja onde comprou o The Sims 3, mas, ao chegar lá, só encontrou no local uma fábrica de carne.

 

Literalmente brincando com a vida

Esta história foi contada pela Jéssica, uma jovem de 20 anos fã de The Sims que teve sua vida extremamente afetada pelo jogo. Tudo começou há alguns anos atrás, quando a jovem tinha 11 anos e um primo foi morar com sua família após a morte misteriosa dos pais do rapaz. Ao chegar na casa ele levava junto com ele uma cópia de The Sims, seu único game favorito. Mesmo achando o menino muito estranho, Jessica acabou deixando a desconfiança de lado.

Dois anos depois o rapaz continuou muito reservado e sempre que a menina falava qualquer coisa a respeito dos pais dele o jovem só dizia “Faça a gritaria parar! Por favor!”. Tentando fazer o primo se abrir, ela passou a conversar sobre o The Sims, até que um dia ele a chamou para jogar. Então, eles instalaram o game que o menino tinha levado e quando ele começou a rodar Jessica notou um chiado na abertura, mas ela não deu atenção por muito tempo.

A menina criou sua família no game, com ela, seus pais e até o primo, quando eles começaram a jogar ele a ensinou a comprar itens, a usar os códigos secretos etc. Durante a jogatina, ele sempre pedia a prima para deixar o personagem que o representava para fazer comida, mas era para deixar os outros Sim longe e mesmo sem entender, ela fez. Sempre que ela começava o jogo o chiado voltava e ele parecia cada vez mais alto e isto deixava a menina muito assustada.

Um certo dia uma amiga da jovem foi até a casa dela jogar, enquanto a menina criava o personagem, elas conversavam sobre o quanto a amiga cozinhava mal e de brincadeira Jessica disse que um dia a menina colocaria fogo na cozinha. Alguns dias se passaram e ela e o primo se entrosavam mais falando sobre o jogo e o menino sempre repetia para ela ter cuidados, pois, as pessoas morrem, mas ela nunca entendia, era apenas um jogo e nada mais.

the sims 3 sanguinario

Em um novo jogo Jessica criou um avatar parecido com um menino da escola que a maltratava, ela o deixava sem comer, sem tomar banho e até sem ir ao banheiro. Durante as aulas, a menina percebeu que o rapaz que ela criou no jogo aparecia na escola fedendo e morrendo de fome, tal como ela fazia com o Sim. Chegando em casa ela quis fazer um teste, e colocou o avatar para preparar o jantar e em poucos segundos o fogão estava em chamas, elas se espalhavam rápido e acabaram atingindo o Sim e o matando. Depois disso a menina desligou o jogo e foi dormir, durante o sono sonhou com pessoas queimadas ou pálidas como fantasmas.

Jessica foi acordada no meio da noite pelo seu primo que a sacudia e perguntava se ela tinha sonhado com pessoas mortas, a menina disse que sim e seu primo lhe contou que ele também começou a sonhar com pessoas mortas depois de começar a jogar e seus personagens iam morrendo e quando seus pais morreram ele também passou a sonhar com eles. Como último aviso, seu primo a disse para ela parar enquanto era tempo, mas, a menina não se importou. No dia seguinte ela descobriu que o colega de escola havia morrido queimado.

Intrigada, ela resolveu fazer novos testes e procurou no jornal local nomes e fotos de criminosos para descobrir se aquilo que estava acontecendo era real. Após escolher o criminoso e o matar no game, a morte apareceu para buscar o corpo do Sim e uma mensagem apareceu na tela perguntando se o jogador gostaria de continuar com as mortes, Jessica escolheu a opção “não”, o jogo fechou com um chiado e o computador desligou sozinho.

Achando que o aparelho tinha dado defeito, a menina começou a se abaixar para tirar os cabos da energia para depois levá-lo para o conserto, ao tocar no cabo ela ouviu o chiado novamente e uma voz gritando na caixa de som “Não desligue!”. Assustada, ela se afastou e saiu do quarto. No jornal do dia seguinte uma notícia dizia que a pessoa que a menina tinha escolhido para fazer seus testes foi encontrada morta em casa eletrocutado depois de tirar a lâmpada de seu abajur.

the sims fogo

E foi neste momento que a menina viu o poder que tinha nas mãos e ela passou a tornar aqueles atos de justiça um hábito e constantemente encontrava nos jornais criminosos para matar em seu jogo e na vida real. A cada morte Jessica notava que uma marca aparecia em seu pescoço e todo noite, durante seu sono, ele sentia que alguém a estrangulava. A jovem contou ao primo o que estava acontecendo e o rapaz disse que isso nunca havia acontecido com ele e assim a menina pensou que seria melhor parar com isso.

Jessica retirou os cabos do computador não dando ouvidos aos gritos de “Não desligue” que saia das caixas de som, levou tudo, inclusive o CD do jogo para o quintal e foi buscar um galão de gasolina, ao voltar seu primo estava de pé na frente do aparelho com os braços abertos dizendo que ela não poderia acabar com tudo o que ele havia criado e continuou dizendo que eles poderiam tornar o mundo um lugar melhor com isso. Neste momento Jessica começou a sentir uma pressão no pescoço, mas a menina não queria dar ouvidos ao primo, jogou gasolina nele o no computador e ateou fogo.

Uma vizinha assistiu toda a cena e chamou a polícia e Jessica foi levada para o reformatório. Segundo a história, aos 18 anos ela foi encaminhada para uma prisão, onde está até os dias de hoje, sem se arrepender de nada do que fez.

 

Sim atormentado

A história que iremos contar agora fala a respeito de uma publicação em um fórum por um jogador de The Sims publicada no dia 16 de março de 2010, lá a pessoa conta sua experiência com o jogo, desde o momento da sua compra até quando os fatos estranhos começaram a acontecer e lá ele pede ajuda aos demais usuários do site para ajudá-lo a solucionar o problema.

O usuário autor do tópico do fórum comprou sua cópia do game no eBay, depois de instalar o título e jogar o tutorial ele fez um novo Sim chamado David, nosso usuário deu a ele as características do signo de Câncer. Em seguida escolheu um terreno onde construiu uma linda casa para o seu personagem e logo encontrou um emprego para ele. No sétimo dia do Sim o jogador conseguiu fazer com que seu personagem se casasse com uma moça chamada Truce. Tudo parecia estar indo bem, no 11º dia o casal teve dois filhos: Matt e Lisa.

No 15º dia David estava no trabalho e as crianças na escola, Truce era a única que estava em casa e seu nível de fome estava baixo então o jogador decidiu colocá-la para fazer o jantar. Durante o preparo da refeição David chegou em casa do trabalho e foi até a cozinha, em seguida o fogão começou a pegar fogo, logo as chamas se espalharam e atingiram Truce, infelizmente os bombeiros chegaram tarde demais e a moça já estava em cinzas. Depois que os bombeiros apagaram o fogo, uma caixa de texto apareceu dizendo que Truce morreu no incêndio e isto deixou nosso jogador frustrado e triste, mas mesmo assim continuou com seu jogo.

incêndio

Foi depois deste acontecimento que as coisas estranhas começaram a acontecer. No modo livre-arbítrio, ao invés de fazer tarefas corriqueiras como cozinhar ou ir ao banheiro, por exemplo, o Sim David só chorava, parando apenas quando o jogador mandava ele fazer algo, mas em seguida ele voltava ao choro. Quando anoiteceu ele fez com que todos os Sims da casa fossem dormir, quando deu 00:36 o jogador ouviu David gritar. Ele colocou o game na velocidade normal e foi até o cômodo onde o Sim estava, ao chegar lá o encontrou na cama se contorcendo e gritando, ao verificar a atividade que o avatar estava desempenhando ele viu que estava como “Dormindo” no quadradinho com a cama.

Lá também havia um retrato de Truce, quando o jogador tentou destacar a imagem a palavra “Truce” apareceu. Ele tentou cancelar mas o jogo não permitiu. O jogador nunca tinha visto algo assim acontecer, estava intrigado achando que aquela atitude seria natural na vida real, o rapaz tinha acabado de perder a esposa, mas, será que The Sims estava tão real a este ponto?

No dia 17 de março de 2010 o jogador publicou um novo tópico no fórum agradecendo pelo feedback dos demais usuários, mas nada do que foi sugerido teria funcionado e que tudo voltou a acontecer. David chorava sempre durante os dias e gritava durante a noite enquanto dormia, durante este período o nível de diversão, conforto e sociabilidade ficavam sempre baixas. Tentando entender se aquilo era algo normal, o jogador enviou uma mensagem privada para o usuário do eBay que vendeu o jogo para ele, mas o vendedor não respondeu.

morte

Dois dias depois o rapaz voltou a postar no fórum pela última vez antes de fechar o tópico não aguentando mais toda aquela situação. No 18º dia no mundo dos Sims David continuava com seus choros, espasmos e tremores, seus status de humor continuavam estáticos e quando o jogador mandava o avatar fazer alguma coisa, imediatamente o jogo cancelava a ação. Às 20h David começou a andar pela casa como se estivesse com frio ou sendo vigiado. Ao chegar no quarto do filho Matt ele agarrou o menino, a criança gritava David o arrastava e o jogava na cama.

Como se a situação já não fosse fora do comum o bastante, o momento que mais assustou o jogador foi quando David puxou uma faca de cozinha e pulou para esfaquear o peito do menino. Sangue começou a jorrar por todo lado e o jogador pode ver David puxando os intestinos de Matt. Depois que todos os gritos pararam David se levantou e o menino ficou no chão se contorcendo de dor.

De repente o jogador se lembrou da outra filha de David, Lisa, que estava em outro quarto. Quando o jogador ativou o comando sobre ela, ele foi levado até o armário onde a menina estava se escondendo. Foi então que o jogador viu o pai da menina chegando até o armário e fazendo uma pausa, momentos depois a tela ficou preta e o jogo fechou.

tenso

Quando o computador voltou a sua área de trabalho, o jogador percebeu que seu papel de parede havia mudado para fotos de Matt e Lisa em preto e branco. Depois disso ele desinstalou o jogo e em suas últimas palavras no fórum agradeceu pela ajuda dos colegas e que não tinha certeza de que voltaria a jogar The Sims outra vez.

Algumas pessoas acreditam que estas histórias podem ser reais e outras não, contudo, o fato é que todos nós já passamos por uma situação estranha, assustadora ou inexplicável durante nossa jogatina. Pode ser que seu jogo tenha fechado sozinho sem qualquer aviso ou então durante um jogo de terror  em um momento tenso a porta do quarto bateu. Sendo verdade ou não, todos temos uma história assustadora para contar.

Fonte

 

Qual sua nota ?

Sobre BMX

Andrio Oliveira ou simplesmente Andrio BMX é o cara que fica por trás em todo site, programação é com ele mesmo, mas tem uma queda pelo jogo The Sims, que apesar de não jogar, gosta muito de assistir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *